Livro Completo

Índice de Nosso Lar – Chico Xavier e André Luiz

Nosso Lar é um dos livros psicografados pelo médium brasileiro Chico Xavier, que compõem uma coleção intitulada ‘A Vida no Mundo Espiritual’, ditada pelo espírito André Luiz. Também conhecida como Série Nosso Lar.… Leia mais Índice de Nosso Lar – Chico Xavier e André Luiz

Prefácio de Emmanuel – Novo Amigo

Os prefácios, em geral, apresentam autores, exaltando-lhes o mérito e comentando-lhes a personalidade. Aqui, porém, a situação é diferente. Embalde os companheiros encarnados procurariam o médico André Luiz nos catálogos da convenção.… Leia mais Prefácio de Emmanuel – Novo Amigo

Mensagem de André Luiz

‘Uma existência é um ato. Um corpo – uma veste. Um século – um dia. Um serviço – uma experiência. Um triunfo – uma aquisição. Uma morte – um sopro renovador.’ ANDRÉ LUIZ… Leia mais Mensagem de André Luiz

Capítulo 1 – Nas Zonas Inferiores

‘Eu guardava a impressão de haver perdido a ideia de tempo. A noção de espaço esvaíra-se-me de há muito. Estava convicto de não mais pertencer ao número dos encarnados no mundo’… Leia mais Capítulo 1 – Nas Zonas Inferiores

Capítulo 2 – Clarêncio

“Suicida! Suicida! Criminoso! Infame!” – gritos assim, cercavam-me de todos os lados. Onde os sicários de coração empedernido? Por vezes, enxergava-os de relance, escorregadios na treva espessa e, quando meu desespero atingia o auge, atacava-os, mobilizando extremas energias. … Leia mais Capítulo 2 – Clarêncio

Capítulo 3 – A Oração Coletiva

Embora transportado à maneira de ferido comum, lobriguei o quadro confortante que se desdobrava à minha vista. Clarêncio, que se apoiava num cajado de substância luminosa, deteve-se à frente de grande porta encravada em altos muros, cobertos de trepadeiras floridas e graciosas. … Leia mais Capítulo 3 – A Oração Coletiva

Capítulo 4 – O Médico Espiritual

No dia imediato, após reparador e profundo repouso, experimentei a bênção radiosa do Sol amigo, qual suave mensagem ao coração. Claridade
reconfortante atravessava ampla janela, inundando o recinto de cariciosa luz. Sentia-me outro.… Leia mais Capítulo 4 – O Médico Espiritual

Capítulo 5 – Recebendo Assistência

Milhares de criaturas retiram-se diariamente da esfera da carne em doloroso estado de incompreensão. Multidões sem conta erram em todas as direções nos círculos imediatos à crosta planetária, constituídas de loucos, doentes e ignorantes.… Leia mais Capítulo 5 – Recebendo Assistência

Capítulo 6 – Precioso Aviso

Nos círculos carnais, a convenção e a garantia monetária; aqui, o trabalho e as aquisições definitivas do espírito imortal. Dor, para nós, significa possibilidade de enriquecer a alma;… Leia mais Capítulo 6 – Precioso Aviso

Capítulo 7 – Explicações de Lísias

– Convém não esquecer, contudo, que a realização nobre exige três requisitos fundamentais, a saber: primeiro, desejar; segundo, saber desejar; e, terceiro, merecer.… Leia mais Capítulo 7 – Explicações de Lísias

Capítulo 8 – Organização de Serviços

Decorridas algumas semanas de tratamento ativo, saí, pela primeira vez, em companhia de Lísias. Impressionou-me o espetáculo das ruas. Vastas avenidas, enfeitadas de árvores frondosas. Ar puro, atmosfera de profunda tranqüilidade espiritual.… Leia mais Capítulo 8 – Organização de Serviços

Capítulo 9 – Problema de Alimentação

– Continue, por favor, meu caro Lísias. Como terminou a luta edificante? – Depois de vinte e um anos de perseverantes demonstrações, por parte da Governadoria, aderiu o Ministério da Elevação, passando a abastecer-se apenas do indispensável.… Leia mais Capítulo 9 – Problema de Alimentação

Capítulo 10 – No Bosque das Águas

– Vamos ao grande reservatório da colônia. Curiosíssimo, acompanhei o enfermeiro sem vacilar. Chegados a extenso ângulo da praça, o generoso amigo acrescentou: – Esperemos o aeróbus.
Leia mais Capítulo 10 – No Bosque das Águas

Capítulo 11 – Notícias do Plano

Desejaria meu generoso companheiro facultar-me observações diferentes, nos diversos bairros da colônia, mas obrigações imperiosas chamavam-no ao posto.… Leia mais Capítulo 11 – Notícias do Plano

Capítulo 12 – O Umbral

Após receber tão valiosas elucidações, aguçava-se-me o desejo de intensificar a aquisição de conhecimentos relativos a diversos problemas que a palavra de Lísias sugeria. As referências a espíritos do Umbral mordiam-me a curiosidade.… Leia mais Capítulo 12 – O Umbral

Capítulo 13 – No Gabinete do Ministro

Com as melhoras crescentes, surgia a necessidade de movimentação e trabalho. Decorrido tanto tempo, esgotados anos difíceis de luta, volvia-me o interesse pelos afazeres que enchem o dia útil de todo homem normal, no mundo.… Leia mais Capítulo 13 – No Gabinete do Ministro

Capítulo 14 – Elucidações de Clarêncio

Pulsava-me precipite o coração, fazendo-me lembrar o aprendiz bisonho, diante de examinadores rigorosos. Vendo aquela mulher em lágrimas e ponderando a energia serena do Ministro do Auxílio, tremia dentro de mim mesmo, arrependido de haver provocado aquela audiência.… Leia mais Capítulo 14 – Elucidações de Clarêncio

Capítulo 15 – A Visita Materna

Um dia, contudo, o bondoso visitador penetrou, radiante, no meu apartamento, exclamando: – Adivinhe quem chegou à sua procura! Aquela fisionomia alegre, aqueles olhos brilhantes de Lísias, não me enganavam. – Minha mãe! – respondi, confiante. Olhos arregalados de alegria, vi minha mãe entrar de braços estendidos. – Filho! meu filho! Vem a mim, querido meu!… Leia mais Capítulo 15 – A Visita Materna

Capítulo 17 – Em Casa de Lísias

Não se passaram muitos dias, após a inesperada visita de minha mãe, quando Lísias me veio buscar, a chamado do Ministro Clarêncio. Segui-o, surpreso. Recebido amavelmente pelo magnânimo benfeitor, esperava-lhe as ordens com enorme prazer.… Leia mais Capítulo 17 – Em Casa de Lísias

Capítulo 18 – Amor, Alimento das Almas

Terminada a oração, chamou-nos à mesa a dona da casa, servindo caldo reconfortante e frutas perfumadas, que mais pareciam concentrados de fluidos deliciosos. Eminentemente surpreendido, ouvi a senhora Laura observar com graça:… Leia mais Capítulo 18 – Amor, Alimento das Almas

Capítulo 19 – A Jovem Desencarnada

– Sua neta não vem à mesa para as refeições? – perguntei à dona da casa, ensaiando palestra mais íntima. – Por enquanto, alimenta-se a sós – esclareceu dona Laura -, a tolinha continua nervosa, abatida.… Leia mais Capítulo 19 – A Jovem Desencarnada

Capítulo 20 – Noções de Lar

Desejando colher valores educativos que fluíam naturalmente da palestra da senhora Laura, perguntei, curioso: – Desempenhando tantos deveres, a senhora ainda tem atribuições fora de casa?… Leia mais Capítulo 20 – Noções de Lar

Capítulo 21 – Continuando a palestra

– A mãe de Eloísa não tardará. A passagem dela através do Umbral será somente de algumas horas, em vista dos seus profundos sacrifícios, desde a infância.… Leia mais Capítulo 21 – Continuando a palestra

Capítulo 22 – O Bônus-Hora

Notando que a senhora Laura entristecera subitamente ao recordar o marido, modifiquei o rumo da palestra, interrogando: – Que me diz do bônus-hora? Trata-se de algum metal amoedado?… Leia mais Capítulo 22 – O Bônus-Hora

Capítulo 23 – Saber Ouvir

Há compromisso entre todos os habitantes equilibrados da colônia, no sentido de não se emitirem pensamentos contrários ao bem. Dessarte (dessa forma), o esforço da maioria se transforma numa prece quase perene. … Leia mais Capítulo 23 – Saber Ouvir

Capítulo 24 – O Impressionante Apelo

Nutriram-se várias nações de orgulho criminoso, vaidade e egoísmo feroz. Experimentam, agora, a necessidade de expelir os venenos letais. Demonstrando, entretanto, o propósito de não prosseguir no amarguroso assunto, Lísias convidou-me a recolher.… Leia mais Capítulo 24 – O Impressionante Apelo

Capítulo 25 – Generoso Alvitre

Levantei os olhos rasos d’água, fixei-lhe a expressão carinhosa, experimentei a felicidade que nasce dos afetos puros e tive impressão de conhecer minha interlocutora, de velhos tempos, embora tentasse, debalde, identificar-lhe o carinho nas reminiscências mais distantes.… Leia mais Capítulo 25 – Generoso Alvitre

Capítulo 26 – Novas Perspectivas

Quando o discípulo está preparado, o Pai envia o instrutor. O mesmo se dá, relativamente ao trabalho. Quando o servidor está pronto, o serviço
aparece. O meu amigo tem recebido enormes recursos da Providência.… Leia mais Capítulo 26 – Novas Perspectivas

Capítulo 27 – O Trabalho, Enfim

Singular vozerio pairava no ar. Gemidos, soluços, frases dolorosas pronunciadas a esmo… Rostos escaveirados, mãos esqueléticas, facies monstruosas deixavam transparecer terrível miséria espiritual.… Leia mais Capítulo 27 – O Trabalho, Enfim

Capítulo 28 – Em Serviço

Encerrada a prece coletiva, ao crepúsculo, Tobias ligou o receptor, a fim de ouvir os Samaritanos em atividade no Umbral. Justamente curioso, vim a saber que as turmas de operações dessa natureza se comunicavam com as retaguardas de tarefa, em horas convencionais.… Leia mais Capítulo 28 – Em Serviço

Capítulo 29 – A Visão de Francisco

Esclareceu a velhinha, atenciosa: é o pesadelo de muitos espíritos depois da morte carnal. Apegam-se demasiadamente ao corpo, não enxergam outra coisa, nem vivem senão dele e para ele, e, vindo o sopro renovador, não o abandonam.… Leia mais Capítulo 29 – A Visão de Francisco

Capítulo 30 – Herança e Eutanásia

A ambição do dinheiro criou, em toda a família de Paulina, esquisitices e desavenças. Pais avarentos possuem filhos esbanjadores.… Leia mais Capítulo 30 – Herança e Eutanásia

Capítulo 31 – Vampiro

– Observaram o Vampiro? Exibe a condição de criminosa e declara-se inocente; é profundamente má e afirma-se boa e pura; sofre desesperadamente e alega tranqüilidade; criou um inferno para si própria e assevera que está procurando o céu.… Leia mais Capítulo 31 – Vampiro

Capítulo 32 – Notícias de Veneranda

– Extraordinária mulher! – disse eu – por que não se encaminharia a esferas mais altas? Narcisa baixou o tom de voz e declarou: – Intimamente, ela vive em zonas muito superiores à nossa e permanece em “Nosso Lar” por espírito de amor e sacrifício.… Leia mais Capítulo 32 – Notícias de Veneranda

Capítulo 33 – Curiosas Observações

Aqueles são os nossos próprios irmãos da Terra. Trata-se de poderosos espíritos que vivem na carne em missão redentora e podem, como nobres iniciados da Eterna Sabedoria, abandonar o veículo corpóreo, transitando livremente em nossos planos.… Leia mais Capítulo 33 – Curiosas Observações

Capítulo 34 – Com os Recém-chegados do Umbral

Narcisa, porém, demonstrando suas excelentes qualidades de psicóloga, tomou expressão de fraternidade carinhosa e exclamou: – Não, minha amiga, não digo isso; creio, porém, que deve estar muito cansada; seu esforço purgatorial foi muito longo…… Leia mais Capítulo 34 – Com os Recém-chegados do Umbral

Capítulo 35 – Encontro Singular

Era o velho Silveira, a quem meu pai, como negociante inflexível, despojara, um dia, de todos os bens. Quis cumprimentá-lo, mas a lembrança do passado paralisava-me de súbito. Não podia fingir naquele ambiente novo, onde a sinceridade transparecia de todos os semblantes.… Leia mais Capítulo 35 – Encontro Singular

Capítulo 36 – O Sonho

Desembarquei com precipitação verdadeiramente infantil. Reconheceria aquela voz entre milhares. Num momento, abraçava minha mãe em transbordamentos de júbilo.… Leia mais Capítulo 36 – O Sonho

Capítulo 37 – A Preleção da Ministra

O pensamento é força viva, em toda parte; é atmosfera criadora que envolve o Pai e os filhos, a Causa e os Efeitos, no Lar Universal. Nele, transformam-se homens em anjos, a caminho do céu ou se fazem gênios diabólicos, a caminho do inferno.… Leia mais Capítulo 37 – A Preleção da Ministra

Capítulo 38 – O Caso Tobias

Há milhões de pessoas, nos círculos do planeta, em estado de segundas núpcias. Como resolver tão alta questão afetiva, considerando a espiritualidade eterna? Sabemos que a morte do corpo apenas transforma sem destruir. … Leia mais Capítulo 38 – O Caso Tobias

Capítulo 39 – Ouvindo a Senhora Laura

Tobias é o caso de vitória da fraternidade real, por parte das três almas interessadas na aquisição de justo entendimento. Quem não se adaptar à lei de fraternidade e compreensão, logicamente não atravessará essas fronteiras.… Leia mais Capítulo 39 – Ouvindo a Senhora Laura

Capítulo 40 – Quem Semeia Colherá

Memória inquieta, coração oprimido, em poucos instantes localizei-a no passado. Era Elisa. Aquela mesma Elisa que conhecera nos tempos de rapaz. Estava modificada pelo sofrimento, mas não podia ter quaisquer dúvidas.… Leia mais Capítulo 40 – Quem Semeia Colherá

Capítulo 41 – Convocados à Luta

– Temos o sinal de que a guerra prosseguirá, com terríveis tormentos para o espírito humano – exclamou Tobias, inquieto -, embora a distância, toda a vida psíquica americana teve na Europa a sua origem. Teremos grande trabalho em preservar o Novo Mundo.… Leia mais Capítulo 41 – Convocados à Luta

Capítulo 42 – A Palavra do Governador

Classificamos o medo como dos piores inimigos da criatura, por alojar-se na cidadela da alma, atacando as forças mais profundas. A elevada porcentagem de existências humanas estranguladas simplesmente pelas vibrações destrutivas do terror, que é tão contagioso como qualquer moléstia de perigosa propagação.… Leia mais Capítulo 42 – A Palavra do Governador

Capítulo 43 – Em Conversação

– O Espiritismo é a nossa grande esperança e, por todos os títulos, é o Consolador da humanidade encarnada; mas a nossa marcha é ainda muito lenta. Trata-se de uma dádiva sublime, para a qual a maioria dos homens ainda não possuí “olhos de ver”. Esmagadora porcentagem dos aprendizes novos aproxima-se dessa fonte divina a copiar antigos vícios religiosos.… Leia mais Capítulo 43 – Em Conversação

Capítulo 44 – As Trevas

Não será demais, portanto, que se precipite nas Trevas, porque o abismo atrai o abismo e cada um de nós chegará ao local para onde esteja dirigindo os próprios passos.… Leia mais Capítulo 44 – As Trevas

Capítulo 45 – No Campo da Música

– Ótimo programa! André precisa conhecer o Campo da Música. E, abraçando-me: – Não hesite. Aproveite! Volte à noite, quando quiser. Todos os nossos serviços estão convenientemente atendidos.… Leia mais Capítulo 45 – No Campo da Música

Capítulo 46 – Sacrifício de Mulher

– Há reencarnações que funcionam como drásticos. Ainda que o doente não se sinta corajoso, existem amigos que o ajudam a sorver o remédio santo, embora muito amargo.… Leia mais Capítulo 46 – Sacrifício de Mulher

Capítulo 47 – A Volta de Laura

Não dê tamanha importância às influências das zonas inferiores. Seria armar o inimigo para que nos torturasse. O campo das idéias é igualmente campo de luta.… Leia mais Capítulo 47 – A Volta de Laura

Capítulo 48 – Culto Familiar

Talvez que a praticantes do Espiritismo não fosse tão surpreendente a reunião a que compareci, em casa de Lísias. Aos meus olhos, porém, o quadro era inédito e interessante. Na espaçosa sala de estar, reunia-se pequena assembléia de pouco mais de trinta pessoas.… Leia mais Capítulo 48 – Culto Familiar

Capítulo 49 – Regressando à Casa

Afinal de contas, por que condenar o procedimento de Zélia? E se fosse eu o viúvo na Terra? Teria, acaso, suportado a prolongada solidão? Não teria recorrido a mil pretextos para justificar novo consórcio? E o pobre enfermo? Como e por que odiá-lo? Não era também meu irmão na Casa de Nosso Pai?… Leia mais Capítulo 49 – Regressando à Casa

Capítulo 50 – Cidadão de “Nosso Lar”

Mais de duzentos companheiros vinham ao meu encontro. Todos me saudavam, generosos e acolhedores, Lísias, Lascínia, Narcisa, Silveira, Tobias, Salústio e numerosos cooperadores das Câmaras ali estavam. … Leia mais Capítulo 50 – Cidadão de “Nosso Lar”

Anúncios